quinta-feira, 21 de abril de 2011

10horas a empenar em volta de Esposende


Este ano, inscrevi-me para a maratona de BTT do Encontro Lusogalaico, em Esposende! Como eu abomino confusões, e gente parva a atropelar quem quer andar devagar, com a mania que andam muito, só um percurso se enquadrava comigo: O percurso Extreme, guiado por GPS, com uma extensão de 115km, em autonomia.


A forma apresentada do percurso, deixava antever um valente empeno! mas nada que não se fizesse com calma :)

Na véspera, o "treinador" foi fazer o percurso, e chega a casa com um empeno que vai la vai, demorou pra cima de 6 horas a cumprir o percurso e fartou-se de ser enganado pelo GPS!
Fiquei com receio, temendo não acabar em tempo útil, pois pedalo a velocidade significativamente mais reduzida! A parte do GPS, ele é gajo , não o sabe usar (pensei eu)!

Comida nos bolsos, aguinha e ferramentas no "camelo", sais no cantil, e ai fui eu...


Rio Neiva e caminhos de Santiago...




Quando começaram as inclinações, o ritmo diminuiu, mas as vistas compensavam, e nem era muita seca ir sozinha, pois realmente o track GPS nalguns locais estava tão bem desenhado, que exigia alguma concentração e até eu fiz uns bonuzitos :)

A vacaria:


Após a Vacaria, comecei com aquela sensação de estar a fazer BIS ao percurso...eram os mesmos caminhos em que passei na maratona de Ponte de Lima, a mesma subida, o mesmo estradão a rasgar a encosta da Facha, BIS durante 10km. Va la que ao menos os caminhos até eram engraçados!
Mas para onde é que este GPS me indica o track?????? meio do mato???? nããããã...
Mas estes "fofinhos" não marcaram o percurso de GPS?! Não viram a quantidade de cruzamentos que era impossivél ter a percepção do caminho?! (Faltavam pontos!)
A minha sorte é que via as marcas dos pneus deixados por todos os participantes! Sim sim, era a última, mas isso não me atrapalhava nada! :)
Com algumas horas pedaladas e cerca de metade do trajecto cumprido, a Organização presenteou-nos com um abastecimento bem jeitoso, com bananas, barras, coca-cola e àgua com fartura!
A vista lá do cume:


Depois passei numa máquina, e tirei um bilhete que dizia EMPENO! Era com cada inclinação! Ou seria ilusão de empeno?! :)

Tive de adoptar a estratégia da Marta: fazer umas pausas para descansar a meio das subidas e das descidas. E resultou:)

DURRÃES á vista! Ja só falta um monte!

Esta é a ponte férrea de Durrães, e o trilho passava mesmo por baixo!

(A PARTE QUE SE SEGUE É IMPRÓPRIA PARA EMPENADOS!)

70KM.... Inicio de subida
71,8km...Pausa para descansar
75km... Pausa para descansar e comer
78km...Pausa para descansar
80km... Pausa para descansar
85km...Pausa para descansar
...
Fitas! Já falta pouco!

Os 30 km que se seguiram, foram sempre com companhia, pois fartei-me de passar outros participantes, que teriam encontrado não uma máquina de bilhetes, mas algo mais forte, talvez o homem da marreta!

Trilhos rápidos, single tracks junto ao Rio Cávado e umas subidinhas plo meio, foi assim até Esposende!
(estava lá este barquinho, apesar da foto não ser actual)

Á chegada, o GPS contabilizava quase 10horas de pedalada e 117km percorridos!
Gostei do percurso, mas ainda não estou com vontade de lhe fazer BIS :)



8 comentários:

Anónimo disse...

Muitos parabéns.. deve ter sido um grande empeno, e ainda por cima a fazer sozinha não deve ser muito fácil

Miguel Lemos disse...

Olá
Muitos parabéns pela coragem e pelo feito.
É uma mulher de força... Boas voltas

RicBike disse...

Excelente rescaldo Riplas, muitos parabéns pela coragem e iniciativa.
De cobardes e fracos não reza a história e tu já tens uma para contar aos netinhos...
BOAS PEDALADAS!

Tiago disse...

Parabéns ... é de mérito.

Grande mulher.

Tiago disse...

Parabéns... grande mérito.

Grande mulher.

Anónimo disse...

Parabéns!

Anónimo disse...

Sem duvida que os tens no sitio (he he).

Anónimo disse...

Olá,muitas veces te vi pasar pedalando.Quizás me recordes,sou da Galiza,e estava con dous companheiros,un de eles furou a roda.Foi bonita a maratona,e ti das muito ben a os pedales.Un abraço beteteiro :)