sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Em busca das Cegonhas... :P


Cegonhas, … nem vê-las… (“já emigraram”), mas “abrolhos”… havia muitos… lol
Começo por dizer que, tendo em conta a distância que separava as duas azelhas, ficou desde logo decidido que cada uma teria a sua missão.

Aqui a azelha "PP" tratou de fazer a inscrição para pedalar por terras de Alcácer… com almoço claro!
Foi então que recrutou “Sr. Secretário” para também ir pedalar.

A maratona começava cedo, por volta das 8:00 da manhã fui levantar os dorsais e qual o meu espanto… havia recepção com direito a pequeno-almoço,


Pão com chouriço e suminhos com fartura. Pessoalmente, devo confessar que não sou apreciadora deste repasto e contentei-me com umas barritas de doce de morango.

Preparei a bicicleta e lá começamos a pedalar,


A volta da praxe pela cidade, e foi então passamos oficialmente pela partida. Seguiram-se uns 2 ou 3 kms em alcatrão, com o trânsito sempre controlado pela polícia, e chegamos finalmente aos trilhos.

Estava uma bela manhã de nevoeiro… Digna de “El Rei D. Sebastião”… :)


Só por volta das 10:30 da manhã é que se começou a sentir a temperatura do sol.
De acordo com os dados fornecidos pela organização, só haveria cerca de 900 m de acumulado… as perspectivas eram boas, aparentemente seria fácil.
Começou com uma zona rolante, mas com um pequeno senão, os caminhos estavam cheios de “abrolhos”, fiquei a saber mais tarde que era assim que se chamavam aqueles picos enormes espalhados pelo caminho.

Eu fui daquelas sortudas que conseguiu passar sem furar, ao contrário do “Sr. Secretário”… :( . Tive que lhe deixar a minha câmara de ar suplente, bomba e desmontas e lá continuei a pedalar… rezando a todos os santinhos para não furar… :).

Foi então que começaram as primeiras subidas… e com estas… as paisagens mais bonitas.
Adorei toda a zona à volta da barragem…


 o espelho de água…





as subidas, as descidas,…

 o túnel…

Foi então que pensei: “Tenho que trazer cá a azelha “P”… Ela vai gostar disto”.

Eu devo confessar que gostei muito, e para além dos problemas dos furos que afectou alguns ciclistas, nada faltou no percurso,… marcações, pessoas a dar indicações, abastecimentos recheados, e ainda policia nos cruzamentos com a estrada.

A aventura do dia, foi quando ao fim de uma descida (antes do penúltimo abastecimento) dei por mim no meio de uma manada de vacas que comiam alegremente. Travei a fundo, na tentativa de não as assustar e não levar com nenhuma em cima… lol…
Salvou-me ser uma menina do campo, pois a dada altura começaram duas a saltar e eu a ver que elas vinham contra mim… lol… (azelha “P”, desconfio que são parentes da já falecida TOCAS)… :)

Eu sei o estás a pensar azelha “P” – “Mas tu sempre tiveste medo e fugiste das vacas, como é que te safas-te desta???”

:) ... Muita experiencia de observação… Não era a troco de nada que eu as deixava andar á vontade em vez de as segurar pela corda… :)
Proferi algumas palavras que se calhar elas até perceberam… lol… e alguma sorte… uma boa dose de sorte… muita sorte… pronto pronto, uma enorme sorte.
E foi então que cheguei ilesa ao dito abastecimento.

Atestei o canelo com água, comi uma laranjinha e informaram-me que estava no km 47, fiz umas contas de cabeça e constatei que iria fazer cerca de 5 horas e 30 minutos.
A parte que me faltava era plana, já tinham acabado as subidas.
Fiz o resto do percurso à conversa com um companheiro de viagem (sr. Luis - Bike LAB) e já agora os meus parabéns ao menino que estava num ponto de controlo, julgo que era no penúltimo, e que me tirou esta bela foto…


Chegados à zona plana junto aos arrozais, depois de ter passado por este ribeiro com a bike ás costas e água até ao joelho, faltavam-nos sensivelmente 20 km, que foram percorridos ao longo do canal…


A sorte desta azelha é que o canal estava sem água, senão haveria uma certa dificuldade em pedalar em “single track”, lado a lado com a água… :)
Quando cheguei ao fim a organização disse-me que era a única menina dos 80kms :)…, sorte a minha, ganhei o troféu de 1º lugar e um “pack” da “gold nutrition” que me vai render uns trocos… :)

Estava então na hora do banhito, de água quentinha, para ir almoçar.


Carne de porco, arroz de feijão, batata frita, salada, sopa de peixe, arroz doce, pão e bebidas… ai ai que já tinha alguma fome… :)
Mas que belo almoço, estava óptimo.

Compreendo que possa haver algum descontentamento para aqueles que tiveram furos e não puderam continuar, pois se tivesse acontecido a mim também ficaria triste e chateada…
Mas, quanto a mim que fui uma sortuda nesse aspecto, gostei muito de tudo e só me resta dar os meus parabéns à organização.

Beijocas para todos…

P.S.(Cegonhas do Sado): Vou aceitar o vosso convite, e um dia destes envio-vos um email para ir pedalar convosco. Nessa altura levo a azelha “P” para também conhecer a zona.

P.S.(Azelha”P”): Olha só o que eu descobri sobre uma das anteriores edições desta maratona… lol… Faz-te lembrar alguma coisa??? … :)

... E esta não tinha cordas... :)... vá lá a corrente também era menor... lolol

3 comentários:

azelhas sem travões disse...

Oh "Azelha PP" eu nessas pontes não passo :P

para quem não percebeu, a Tocas era uma das vacas de estimação da Azelha P e que estava ensinada a saltar muros e fugir a veterinários ;)

a Azelha PP sempre teve medo da tocas!!!... e das outras...

Marta disse...

De veterinários mas nem de todos porque de mim não fugia :P

XTR disse...

Um dia q queiram volta a Alcácer contactem os Vadios.
http://vadiosbtt.blogs.sapo.pt/